Escolha uma Página

A embreagem é um sistema localizado dentro do veículo, responsável pela conexão entre a transmissão e o motor, sendo a ponte entre as rodas e o motor. Ela segura muita tensão durante as trocas de marcha e seu sistema é composto de mais do que apenas o pedal.

Quais são as partes que constituem a embreagem?

O sistema da embreagem é formado pelo kit de embreagem, constituído de três componentes principais além do pedal. São componentes internos do carro encontrados entre a transmissão e o motor. Ao pisar no pedal de embreagem o motorista desengata o sistema de embreagem da transmissão, permitindo assim a troca de marcha.

As peças que compões o kit são:

#1 Disco: ele é o responsável pela ligação entre a caixa de câmbio e o motor, permitindo a troca de marchas. Quando esta peça está gasta ela apresenta trepidações no pedal e pode gerar alguma dificuldade para o arranque do carro.

#2 Platô: é ele que vai empurrar o disco da embreagem, tendo a função de enviar força do motor para as rodas do veículo. Quando desgastado ou quebrado o carro vai apresentar um pedal pesado e gerar dificuldade para que o motorista engate a marcha.

#3 Rolamento/colar: é ele quem empurra o platô, quando tem problemas o rolamento costuma fazer barulho, como um chiado, que aparece apenas quando o motorista pisa no pedal da embreagem.

O que danifica e desgasta o kit de embreagem do veículo

Além do desgaste normal com o tempo de uso do carro existem vários fatores que fazem com que a embreagem de um veículo desgaste com mais facilidade. Listamos alguns dos principais motivos do desgaste antecipado:

  • Descansar o pé no pedal da embreagem com o veículo tanto em movimento quanto parado
  • Falta de lubrificação do rolamento devido a entrada de água no sistema
  • Arranque de carro em segunda marcha
  • Troca de marcha sem ter a velocidade correta
  • Utilizar a embreagem com o freio em uma rampa
  • Aceleração ou frenagem bruscas
  • Rodar com alguma peça muito mais desgastada do que as outras

Ou seja, uma direção suave com a troca de marcha nas horas corretas, sem que o pé pressione a embreagem quando não necessário, aliado à revisão constante do veículo, com certeza vão aumentar a vida útil da sua embreagem. Esses cuidados devem ser tomados tanto para carros de fabricação nacional quanto para carros de fabricação estrangeira: os importados.

Problemas na embreagem, o que fazer?

Os problemas de desgaste e quebra das peças que compõem a embreagem podem ser facilmente percebidos através dos sinais que o carro dá:

  • Trepidações no pedal
  • Chiado e barulhos quando a embreagem é acionada
  • Pedal mais duro, ou mais frouxo, do que o normal
  • Dificuldade para engatar uma marcha
  • Desengate “sozinho” de uma marcha

Quando isso acontece, não tem jeito, as peças precisam ser substituídas. Pode ser que apenas uma delas apresenta um desgaste bem maior do que as outras, mas a troca do kit completo é necessária.

O sistema de embreagem funciona em sincronia e uma peça nova vai ter um efeito diferente de uma peça desgastada, esse atrito entre novo e usado pode acabar danificando a estrutura do veículo como um todo, assim como prejudicar a direção do motorista.

Percebeu qualquer mudança no comportamento da embreagem do seu carro? Não perca tempo, corra para a mecânica. Isso vai garantir não só o bom funcionamento do veículo, como também aumentar a vida útil do sistema do carro.