Escolha uma Página

No final de 2017 a sul-coreana SsangYong anunciou seu retorno ao mercado brasileiro com quatro novos modelos: SUV compacto SsangYong Tivoli, o intermediário XLV, o utilitário esportivo médio Korando e a picape Actyon Sports Diesel. A promessa foi de uma investida mais forte no território nacional, seguido até de uma possível produção por aqui caso a demanda exista.

Dos quatro modelos, o que mais vem chamando atenção desde então é, sem sombra de dúvidas, o Tivoli, que tem em sua carta de concorrentes o Jeep Renegade, Hyundai Creta e até mesmo o Honda HR-V. No design o sul-coreano pode lembrar o Kia Soul, mas facilmente se destaca dos rivais pela linha da cintura mais alta na traseira.

Acabamentos

Os acabamentos, tanto internos quanto externos, são de boa qualidade e as peças e acessórios são bem encaixados; o couro que reveste bancos e volante é oferecido em várias tonalidades e é agradável ao toque. Os detalhes cromados do exterior juntamente como plástico imitando aço escovado no interior dão um toque de sofisticação ao automóvel.

Acessórios

O modelo vem bem equipado, o sensor de ré é sensível e com boa qualidade de imagem. O sistema de direção elétrica vem com três ajustes, partida por chave presencial e ar condicionado em duas zonas: nos bancos da frente e nos de trás.

O multimídia é rápido e intuitivo, típico dos modelos sul-coreanos que vemos no mercado, porém não possui funções de navegação, uma vez que a interface é antiga, também não suportando os sistemas Apple CarPlay e Google Android Auto, porém este detalhe pode ser alterado, como dito pelo diretor da SsangYong do Brasil.

Tamanho

Contanto com um teto mais alto, o importado traz a sensação de conforto aos passageiros, assim como o banco traseiro do meio, que não tem o costumeiro degrau elevado, o que permite uma viagem mais tranquila com cinco passageiros; versão XLV conta com 24 centímetros extras. Ele conta ainda com um porta-malas de 423 litros, que pode ser ampliado para 1.115 rebaixando os bancos traseiros.

Em suas duas versões, uma mais robusta e outra mais enxuta, o Tivoli virá equipado com motor 1.6, gasolina de 128 cv e com torque de 16 kgfm. O SUV roda bem quando falamos de passeios e uma condução mais tranquila, mas não é feito para altas velocidades, especialmente em curvas. A suspensão também pode ser um pouco turbulenta em estradas irregulares, mas conta com uma direção muito silenciosa.

Considerações

O SSangYong Tivoli pode agradar aos que gostam de conforto, mas não é para os aventureiros radicais de plantão. Ainda existem alterações prometidas pela fabricante para dar ao SUV atributos que caem mais no gosto do brasileiro, o que faz o lançamento ainda ser aguardado. A previsão de chegada ao mercado brasileiro é em março, com a faixa de preço entre R$ 85 mil e R$ 100 mil, vale a pena esperar.

Ficha técnica

Câmbio: Automático de seis marchas, tração dianteira
Dimensões: 4,20 m (comp.), 1,79 m (larg.), 1,59 m (alt.) e 2,60 m (entre-eixos)
Direção: Elétrica
Freios: Discos ventilados (dianteira e traseira)
Motor: Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.6, 16V, injeção multiponto, gasolina
Peso: 1.300 kg
Pneus: 215/45 R18
Porta-malas: 423 litros (fabricante)
Potência: 128 cv a 6.000 rpm
Suspensão: Independente McPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira)
Tanque: 47 litros
Torque: 16,3 kgfm a 4.600 rpm

Agora quero saber de você, o que achou da SsangYong Tivoli? Comenta aí embaixo o que você achou dessa novidade.