Escolha uma Página

Ter o carro sempre em dia é uma das melhores formas de evitar imprevistos e garantir a segurança e qualidade dos passeios e trajetos para todos os passageiros do carro, assim como para os demais motoristas e pedestres.

Por isso a revisão do seu carro é tão importante. Em média ela é feita normalmente a cada 6 meses, ou 10 mil quilômetros, caso esse número chegue antes dos 6 meses. Cada veículo conta com a sua especificidade no manual e esse tempo pode variar.

Porém esse tempo vai depender muito de aspectos de certas partes do veículo. No post de hoje vamos explorar um pouco mais sobre a geometria do seu carro e as dicas de como você pode ficar de olho para saber se tudo certo com o seu veículo.

O que é a Geometria de um carro?

A geometria é o alinhamento da suspensão do seu veículo. Quando ele sai novinho de fábrica o alinhamento tem medidas específicas em cada modelo, formando o desenho de um retângulo entre todas as rodas

Esse alinhamento é uma projeção que permite estabilidade e controle ao dirigir, assim como é desenvolvido para absorver impactos da melhor forma possível e é feito através da manutenção dos ângulos câmber e caster.

Câmber: este ângulo é a inclinação da roda de um carro em relação ao plano horizontal do mesmo. Ele será positivo quando a parte superior da roda for inclinada para fora; negativo quando inclinada para dentro. No geral o câmber controla o rolamento das rodas.

Caster: este é o ângulo do pino mestre com relação à linha vertical que passa pelo centro da roda do veículo. Ele vai proporcionar estabilidade e firmeza, permitindo que o carro fique em linha reta sem muito esforço do motorista.

O que desalinha a suspensão do carro?

O uso diário por si só vai afetando o alinhamento, uma vez que a suspensão é um sistema muito flexível e acaba perdendo sua fixação original nas imperfeições das pistas, etc. Mas esse desgaste é previsível e é analisado naturalmente durante a revisão. Esses danos no alinhamento serão corrigidos na geometria.

Porém são as viagens, somadas a alta velocidade e as estradas com buracos que realmente são um grande problema. Pancadas bruscas em buracos, lombadas, elevações e acidentes com outros automóveis vão afetar esse alinhamento causando uma série de danos ao carro.

  • Desgaste prematuro das peças da suspensão e dos pneus
  • Perda de desempenho em velocidades mais altas
  • Aquela “puxada” para o lado
  • Arrasto dos pneus em curva
  • Má resposta dos pneus em uma manobra

Se o dano for muito grande algumas peças vão precisar ser trocadas.

Quando o processo de Geometria é indicada?

Além do tempo comum em que a revisão deve ser feita e os ajustes e concertos que em com ela, a geometria também é indicada em momentos fora dessa revisão. Olha só quando você precisa levar seu carro para a mecânica:

  • Colisões fortes: seja em buracos, lombadas ou acidentes
  • Aumento do consumo de combustível
  • Após a substituição de elementos da direção ou da suspensão
  • Após a troca dos pneus e aros (quando inadequados ou falsificados podem desalinhar completamente o carro)
  • Quando você sente a puxada para o lado e sente dificuldades em manter a trajetória
  • Vibrações incomuns no carro
  • Direção pesada
  • Desgaste desigual ou em apenas um pneu

Sentiu ou passou por alguma das situações descritas acima ou notou estranheza na hora de conduzir seu carro? É hora de levá-lo para checar se tudo está OK.

Carros importados e o alinhamento

Os carros que são importados para o Brasil costumam ter certos atributos que podem ser danificados pelas estradas aqui do país, tais como pneus de perfil baixo, que não suportam tão bem os buracos e pedras, assim como uma carroceria mais baixa, podendo enroscar com facilidade.

Uma medida encontrada pelas importadoras é a de mudar certos aspectos nos modelos vendidos aqui para que a suspensão seja mais forte e não danifique tão facilmente.

E você, está com a geometria do seu carro em dia!?