Escolha uma Página

Hoje quase a totalidade de carros produzidos aqui no Brasil possuem o motor flex (bicombustível), ou seja, um motor que tanto pode andar com a adição de gasolina quanto com a adição de etanol, funcionando até mesmo com a mistura dos dois combustíveis através do ajuste da injeção dessa mistura.

Aqui no Brasil o ajuste dessa injecção de combustível é feita através de um software automotivo desenvolvido por engenheiros brasileiros. Além dos carros nacionais, muitos dos importados acabam aderindo também ao bicombustível justamente pela flexibilidade que ele permite ao condutor.

As alterações de motor sofridas pelos carros importados no Brasil são feitas especificamente para o país, tanto em versões de entrada quanto em modelos premium de várias marcas, como Chery, Lifan, SsangYong, Land Rover, entre outros.

Diferença entre Etanol e Gasolina

Carros bicombustíveis andam tanto com etanol quanto com gasolina, assim como a mistura dos dois, mas você sabe qual é a diferença entre eles? A gente explica!

#1 Etanol

Etanol, que também é conhecido como álcool, é um combustível de origem vegetal e pode ser feito através de várias matérias primas, no Brasil ele é extraído da cana de açúcar. Tudo isso o torna um combustível biodegradável e menos nocivo ao meio ambiente, além de ser uma fonte renovável, que teoricamente “sempre estará lá”.

O etanol tem em média 70% do poder calorífico da gasolina, o que significa o moto vai exigir uma maior queima do combustível em comparação à gasolina. Em contrapartida o valor do etanol costuma ser menor do que o da gasolina, se tornando uma opção interessante que pode compensar no custo benefício.

#2 Gasolina

A gasolina é um combustível de origem fóssil, uma fonte de energia não renovável, e é ele que você encontra como principal combustível para veículos pequenos mundo afora. A gasolina brasileira contém um nível maior de álcool em sua composição, o que obriga as marcas a investir em um sistema diferenciado especialmente para o Brasil ou optar pela adaptação à bicombustível.

Além disso, a gasolina é um forte agravante para a saúde ambiental, tanto seu contato direto com o solo quanto os gases resultantes da sua queima são nocivos para o meio ambiente.

Esse combustível acaba cobrindo mais distância do que o etanol, em média um veículo leve consome em torno de 30% a mais de combustível com etanol do que com gasolina, percorrendo exatamente a mesma distância. Mas isso tem um custo: você vai encontrar um preço mais salgado pela gasolina nos postos.

Mas afinal, qual deles é o melhor para o meu importado?

A melhor opção para o seu automóvel pode variar de acordo com diversos fatores, sendo eles a qualidade do etanol e da gasolina, que podem sofrer até mesmo adulteração com a adição de água no etanol e mais álcool do que o “comum” na gasolina.

O desempenho do próprio veículo também vai influenciar na queima dos combustíveis. Dois carros flex da mesma categoria podem ter diferenças na performance.

Não existe uma resposta absoluta para qual dos combustíveis você deve utilizar em seu veículo. Mas não se preocupe, pensando nisso separamos algumas dicas que você pode seguir para aproveitar da melhor forma qualquer uma das opções.

  • Trocou o tipo de combustível do seu carro? Rode alguns minutos com ele logo após abastecer para que o motor se acostume com a troca, sem trancos ou problemas para ligar. Pegou o carro de um amigo ou parente e não sabe qual o combustível foi usado na última vez? Siga a dica acima!
  • A gasolina é pura no Brasil? Nenhuma gasolina é 100% pura em qualquer parte do mundo, porém a gasolina brasileira em comparação à norte americana ou européia pode conter mais álcool em sua fórmula, o que motiva várias marcas de importados a adaptarem o sistema de injecção de combustível em seus automóveis para se adaptarem ao país. Fique de olho no importado que pretende adquirir ou mesmo na manutenção do seu próprio se já tiver um.
  • Preste atenção aos sinais do carro: abasteceu e seu carro começou a apagar ou a não querer ligar de primeira? Isso é sinal de adulteração do combustível, considerado crime no Brasil, uma vez que além de você pagar por um produto que não comprou a prática também pode colocar sua vida em perigo.
  • Misturar etanol e gasolina pode? Se seu carro for flex sim, você pode. Inclusive a mistura dos dois pode gerar resultados de desempenho bem interessantes no veículo, você pode ir testando e descobrir qual é a melhor opção para seu automóvel.
  • Usar apenas um tipo de combustível em carro flex prejudica o motor? Isso é mentira, você pode optar por usar apenas um dos dois combustíveis e ter uma boa performance em seu veículo, desde que o combustível seja de qualidade.

Calculadora Flex

Por fim, o cálculo a seguir é muito utilizado para saber se vale a pena abastecer com álcool, é muito fácil. Divida o valor do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,7, abasteça com álcool. Se ele for maior, escolha a gasolina.

Exemplo prático:

Valor do álcool: R$2,60
Valor da gasolina: R$4,00

R$2,60 / R$4,00 = 0.65

Neste caso do exemplo acima, é mais vantajoso abastecer com álcool. Ficou alguma dúvida sobre qual escolher? Deixe um comentário com sua dúvida.